Marília em Destak

[Carregando o Sistema]
Agora é pra valer: já começou a produção de 1 milhão de tênis feitos com lixo plástico do oceano!

Agora é pra valer: já começou a produção de 1 milhão de tênis feitos com lixo plástico do oceano!

Por: Roseli

Agora é pra valer: já começou a produção de 1 milhão de tênis feitos com lixo plástico do oceano!
 Quando mostramos aqui no, Conexão Planeta, a notícia de que a parceria entre a organização ambiental Parley for the Oceans e a Adidas tinha resultado na fabricação de um tênis feito com fios plásticos de redes de pesca, apreendidas na costa das Ilhas Maldivas, no Oceano Índico, o produto era somente um protótipo criado em uma impressora 3D.

Agora, Adidas e Parley acabam de anunciar que, a partir deste mês, 7 mil tênis estarão à venda nas lojas da marca, ao preço de 220 dólares. Cada par usa onze garrafas plásticas, transformadas em fios, na fabricação de sua parte superior. Já a sola, cadarço e a meia embutida são confeccionados com resíduos de garrafas PET reciclados.

Além do tênis, batizado de UltraBOOST Uncaged Parley, a marca desenvolveu camisas, também com lixo plástico, para os jogadores de futebol das equipes do Real Madrid e Bayern de Munique.

Camisa da seleção do Bayer de Munique feita com resíduos plásticos

Longe de ser somente uma ação de marketing (é isso o que esperamos!), a Adidas se comprometeu publicamente a produzir, até o final de 2017, no mínimo 1 milhão de pares do novo tênis. O objetivo da empresa, impulsionada pela parceria com a Parley, é deixar de usar plástico virgem na fabricação de seus calçados.

Estima-se que estejam espalhados pelos oceanos do planeta aproximadamente 5,2 trilhões de resíduos plásticos. Este mês, uma imagem chocante rodou o mundo, mostrando imensas baleias cachalotes mortas na areia. Treze delas encalharam em março deste ano, na costa norte da Alemanha, mas só agora, em novembro, pesquisadores daquele país divulgaram o resultado da necrópsia realizada nos animais e revelaram que, no estômago de quatro delas, foi encontrada uma enorme quantidade de resíduos plásticos, entre eles, uma rede de pesca de 13 metros de comprimento. Eles afirmam, entretanto, que esta não foi a causa da morte das baleias.

“Ninguém conseguirá salvar os oceanos sozinho. Cada um de nós deve desempenhar um papel. Está nas mãos das indústrias inovadoras reinventar materiais, produtos e modelos de negócios. E o consumidor deve pressionar por esta mudança”, afirmou Cyrill Gutsch, fundador da Parley for the Oceans.

Fotos: divulgação Adidas/Parley e Wadden Sea National Park/Schleswig-Holstein
11 de novembro de 2016 Suzana Camargo

http://conexaoplaneta.com.br/blog/agora-e-pra-valer-ja-comecou-producao-de-1-milhao-de-tenis-feitos-com-lixo-plastico-do-oceano/


COMPARTILHAR

Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social


Postado por: Roseli Bernardo

Fotógrafa, blogueira, colunista e empresária.
Trabalha na internet com a administração de sites e redes sociais da área da Psicologia, entretenimento, Literatura, etc... É idealizadora e responsável por toda linha editorial do Marília em Destak.

comentários